Início

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Procura-se um Marido - Resenha


Procura-se um Marido
Autor: Carina Rissi
Editora: Verus

Sinopse:

Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou. Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Resenha:


“Para a querida Lu,
Que toda a espera valha a pena.
Boa leitura, com carinho
Carina Rissi”

Essa foi à dedicatória que autora fez em meu livro Procura-se um Marido, e acho que devo explicar o porquê.

Conheço a Carina há dois anos, desde que me mudei para a cidade vizinha a dela, e por uma grande coincidência, sua filha e o meu filho estudam na mesma sala e escola. Soube de seu primeiro livro, “Perdida – um amor que ultrapassa as barreiras do tempo”, e consegui me aproximar da autora através dele, já que o adquiri de suas próprias mãos.

Então quando descobri que ela estava lançando o segundo livro, imaginem como fiquei “atormentando” a pobre criatura, que eu via todo santo dia de segunda a sexta?

Já saiu? Vai demorar? E o lançamento é quando? Nossa! Tá demorando não é?

Acho que até passei dos limites, mas a recompensa veio a galope!

“Procura-se um Marido”, é um livro tão gostoso de ler que comecei ás 13:00 horas de um dia, e terminei ás 10:47 horas do outro! (Vale ressaltar que o livro tem mais de 400 páginas!) Perdi a hora de me deitar, e passei a manhã fazendo minhas tarefas diárias aos tropeços, tentando voltar sempre ao encanto de Alicia. Essa garota me pegou!

Mimada, briguenta, encrenqueira e todos os adjetivos que a combinação “muito dinheiro + falta de família + perda do dinheiro” pode oferecer! Mas, ainda sim, de um encanto tão surpreendente que enlaça o leitor com fios de aço e não solta até o final da história, o que no meu caso não foi o bastante, pois ainda carrego-a sempre por perto! Com mais de três marcadores separados estrategicamente nas partes que mais gostei. Ainda estou decidindo, mas acho que vou ter que tirá-los de lá... Ou incluir mais uma dúzia deles!

E o Max? O tal marido de aluguel?

Nossa!

Digo, Nossa Mesmo!! Aí sim é que entendemos todos os dons adormecidos de Alicia, pois ele consegue transformar, de um jeito tão peculiar, a “garota encrenqueira” numa mulher completamente diferente.

Mas se é assim, então Alicia perde o seu encanto?

Não, garanto que não! Ela vai se descobrindo e deixando que a influencia de Max a toque sem ela mesma perceber. Sofri com a Alicia, chorei com ela e também quase me acabei de tanto rir com as trapalhadas que ela apronta. Sarcástica, e algumas vezes até um pouco maldosa (os leitores me entenderão quando souberem o que ela apronta com o Max!) em alguns momentos me senti na obrigação de dar-lhe um safanão... Mas Max, Mariana e o Vô Narciso sempre me socorriam quando isso acontecia.

“... – Você é muita coisa, Alicia – ele sorriu – Tantas que ainda não descobri todas, mas tenho absoluta certeza de que não é uma pessoa ruim.” Pag. 193

“... Seus dias estão contados, meu bem. Foi aí que tudo azedou. Levantei-me num átimo, sem poder refrear meus impulsos...” Pag. 255

Procura-se um Marido, trata o amadurecimento pessoal através de dores, medos, decepções, surpresas e obstáculos a serem enfrentados pelos personagens de uma maneira tão real, tão cativante que quase achei que podia sentir o rosto queimar com as lágrimas de Alicia, o cheiro da pele de Max, e ainda me pego procurando uma borboleta azul.

A trama é tão bem construída, que nenhuma ponta fica sem um nó de acabamento no final.

Resta-me agora, aplaudir de pé essa autora, Carina Rissi, vizinha, e afirmar-lhe que valeu, sim, a espera.

Ps.: Vou dar uns dois meses de folga para a autora, e logo em seguida já começar com a tormenta de novo: Tem mais um? Já começou a escrever o próximo? Vai demorar pra acabar?...




Lu. Franzin

*Nota. - Todas as resenhas expostas nesse blog são de minha autoria e responsabilidade, elas expressam a “minha” opinião pessoal a respeito dos livros lidos. Não é meu interesse denegrir a imagem de nenhum autor, e nem influenciar os novos leitores de maneira negativa ou positiva a adquirirem ou se absterem de alguma obra.

13 comentários:

  1. Que legal Lu e atormenta mesmo, a gente agradece rs
    amei a resenha e achei interessante a forma que conheceu a autora parabéns para as duas!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar Marcia!!
      Não vou desgrudar dela!!...rs..

      Bjo!

      Lu. Franzin

      Excluir
  2. Ownnnnnnnn *-*
    Eu estou tipo louca para ler esse livro! \o/
    Lu amei a sua resenha, só me fez querer ler ainda mais,muito muito mais! rs
    Me apaixonei pela escrita da Carina, ela definitivamente é a minha escritora nacional favorita!
    OMG! Necessito! rs
    Beijo*
    http://brunnavieeira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Bruna!! Esse "tipo" é tão Alicia!!!...rs... Vc vai amar!!!
      Obrigada pela visita...
      Lu. Franzin

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Bruna, sua linda, obrigadaaaaaaaa!! S2

      Beijoooos

      Excluir
  3. Oi, Lu, sua lindaaaaaaa!!!

    Que delícia de resenha!! AMEI demais!! Muito obrigada!!
    Hahahaha Não atormentou nada! Foi uma delícia ter você pra dividir minha ansiedade.
    Fico feliz demais que você tenha entendido a Alicia em todas as suas facetas. Essa menina me deu trabalho, mas foi incrível trabalhar e conviver com ela por 6 meses. Agora bate aquela nostalgia, sabe? Aquela saudade gostosa de querer estar perto dela outra vez. Mas vamos que vamos que atrás vem gente e a Luna está em ponto de bala kkkkkk (nem precisa esperar dois meses, viu? Pode perguntar quando e o quanto quiser!)
    Beijos e muito, muito,muito obrigada!!! S2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. UAU Cá(afinal já sou íntima)! Estou sinceramente muiiiitoooo ansiosa para ler este livro, principalmente depois de uma resenha destas. Me apaixonei por Sofia e tenho absoluta certeza que vou me apaixonar por Alicia. UFA... E se Max for como Ian... Pronto, estou literalmente PERDIDA! Agora você vem me dizer que já tem Luna no gatilho. Não me faça roer o restante das unhas que sobraram. Adoro seu trabalho! Beijosssss

      Excluir
    2. Lú Rocha, sua linda, muito obrigada pelo carinho!!
      Tô correndo aqui pra não fazer voces esperarem muito. Daí é torcer pra editora gostar, né?
      Beijooooos

      Excluir
    3. Carina não brinca desse jeito!!!

      Pronto! Agora "azedou" de vez!!! Luna?, Que Luna? Quem é Luna?
      Falta muito?, É pra quando?...rs...rs....

      Excluir
  4. Aiiiiiiiiin!!! Não sei nem o que comentar!
    Não vejo a hora de ter o meu em mãos!
    Bjo
    Line
    http://www.viciodemenina.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Uau Lu, esta super demais.

    E devo confessar que estou com muita pena da Carina, porque vc
    vai atormentar ela a vida intereira. Rsrsrrs

    Mas fiquei super, super curiosa, vou fazer como vc juntar as moedinhas. kkkkkkkkkk
    Parabéns, amei a resenha e já quero o livro. Pena que sou pobre o Cristo!

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  6. Dá um sossego para a mulher Lu!!!
    Ótima resenha; já tinha ouvido falar desse livro mais sua resenha me despertou para ele. Lembrei que quero ele também!
    Amo esse tipo de história!
    Parabens, super divertido seu post
    bjs

    http://leituradeouro.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Postagens ofensivas com palavras vulgares serão excluídas.